Instituto Feminino da Bahia

O Instituto Feminino da Bahia foi inaugurado em 05 de outubro de 1923, como uma instituição filantrópica voltada para a educação e o desenvolvimento de mulheres, no convívio social: obra de proteção à moça que trabalha. Seus fundadores eram Henriqueta Martins Catharino (1886-1969) e Monsenhor Flaviano Osório Pimentel, falecido em 1933.

Na época, chamava-se Casa São Vicente e funcionava em um casarão no Terreiro de Jesus, no ano seguinte transferiu-se para a Piedade e, depois, para o Rosário. Na Biblioteca da Casa funcionava o Programa da Boa Leitura e cursos de curta duração eram ministrados para mulheres, como datilografia, francês e inglês.

 

 

Capela Se

 

Em 1929, passou a se chamar Instituto Feminino da Bahia, com cursos formais de contabilidade, secretariado e ginasial.

A quarta sede, e atual, foi construída no local do antigo Teatro Polyteama, destruído em um incêndio e adquirido por Henriqueta Catharino, em 1937. O prédio, em estilo eclético, foi inaugurado em 29 de março de 1939. Possui cinco pavimentos e 5 mil m² de área construída.

Em 1950, tornou-se a Fundação Instituto Feminino da Bahia.

Nessa sede funciona atualmente a Capela, o Museu Henriqueta Catharino (decoração), o Museu do Traje e do Textil, o Museu de Arte Popular, a Biblioteca Marieta Alves, com mais de 80 mil títulos, um auditório e o Café Brechó. O acervo total conta com mais de 15 mil peças. Alguns espaços podem ser alugadas para eventos.

Fica no Politeama. Site oficial: www.institutofeminino.org.br

 

Copyright © Guia Geográfico - Patrimônios do Estado da  Bahia

 

Instituto Feminino

 

Acima, o maior patrimônio do Instituto Feminino é a Capela do Divino Espírito Santo. Era uma das capelas barrocas da antiga Sé Primacial do Brasil, demolida em 1933, e que foi reconstruída no Instituto. Parte dos adornos foram reconstituídos ou são posteriores à Sé.

Embaixo, Fotografia antiga da Biblioteca do Instituto.

 

Museus de Salvador

 

O Instituto Feminino, com faixa de comemoração de seus 90 anos de fundação.

 

Museu Henriqueta Martins Catharino

 

 

Biblioteca

 

 

 

Instituto Feminino da Bahia

 

 

 

 

Museus de Salvador

 

 

 

Divulgação